12º edição do Festival Brasil-Alemanha:

Resultado de uma parceria da Escola Superior de Música de Karlsruhe (Hochschule für Musik de Karlsruhe), da Escola de Música da UFRJ e do Instituto Villa-Lobos da UNIRIO, o Festival Internacional Brasil-Alemanha ocorre este ano de 2 a 27 de setembro.

Além de uma concorrida agenda de cursos, o evento oferece recitais e concertos em diversos espaços da cidade.

Esta é a decima-segunda edição do festival, que conta com o financiamento do Deutscher Akademischer Austausch Dienst (DAAD) — Órgão de Intercâmbio Acadêmico do Governo alemão.

Cursos

   Reprodução
  trompas brasil alemanha
  Professor Will Sanders com alunos em edição passada do Festival.
   
  Acesse aqui o formulário online de inscrição.

As inscrições para o Festival são gratuitas e estão abertas até o início de cada curso, através do formulário disponibilizado nas páginas da EM/UFRJ, UNIRIO, PROMUS e no facebook da EM/UFRJ (@musicaufrj). As vagas são direcionada para os cursos de oboé/música de câmara, com Petar Hristov; trombone, com Brandt Attema; violoncelo, com Bernhard Lörcher, piano, com Roberto Domingos e Kaya Han, instrução para canto, com Holger Spek, educação musical e preparação vocal, com Stephan Hoffmann, trompa e música de câmara com Will Sanders e piano/correpetição de Xiayi Yiang; e a prática de banda sinfônica, com Will Sanders. Teremos também o curso de percussão com Isao Nakamura.

Com a coordenação geral dos professores Marcelo Jardim (EM/UFRJ) e João Luiz Areias (IVL-UNIRIO), e de Michael Uhde e Will Sanders (Karlsruhe), o festival proporciona aperfeiçoamento musical para alunos e profissionais do Brasil e da América-Latina, com professores da Alemanha, e conta ainda com o apoio dos professores da UNIRIO Hugo Pilger, Ingrid Barancosky e da EM/UFRJ Ronal Silveira, Valéria Matos, Philip Doyle, Aloysio Fagerlande e Tiago Carneiro.

Ao todo estão previstos 11 cursos, em 10 modalidades, conforme programação no fim da matéria.

Os inscritos que efetivamente participarem de 80% das atividades do curso escolhido receberão certificado. Não será dado declaração de participação diferente do certificado, e o Festival não se responsabiliza pelo transporte, hospedagem ou alimentação dos alunos.

Os interessados devem preencher o formulário no endereço online.

   
 

Recitais e concertos

Além dos cursos, estão confirmados oito espetáculos durante o evento. Dia 4, o duo formado pelo fagotista Aloysio Fagerlande e a pianista Paula da Matta, se apresenta, às 19h, no Espaço Guiomar Novaes. Dia 6, às 19h, alunos de violoncelo do Festival promovem um recital dedicado ao instrumento no Salão Nobre do CCMJ. Dia 13, é a vez dos alunos de trombone mostrarem talento, às 19h, no Sala do Tribunal do Juri do CCMJ. Dia 17, às 19h, o Grupo de Trompas da UFRJ pode ser apreciado na Sala Multiuso do CCMJ.

O recital do dia 18 fica por conta do Quinteto Experimental da Escola de Música da UFRJ e do Quinteto de Sopros da OSUFRJ que sobem ao palco Espaço Guiomar Novaes, às 19h. O do dia 20, às 9h, com o Grupo Horn Brasil & Convidados.

Dia 22, às 11h, a agenda destaca uma “Apoteose de Trompas e Camerata de Sopros” na Sala Cecília Meireles. O recital marca o encerramento do Festival Nacional de Trompa, que acontece paralelamente ao Festival.

Dia 24, a Banda Sinfônica do Festival Brasil-Alemanha/Orquestra de Sopros da UFRJ A regência é de Will Sanders. Encerra a programação cultural um concerto, dia 24, Banda Sinfônica do Festival Brasil-Alemanha/Orquestra de Sopros da UFRJ, que interpreta às 19h, no Salão Leopoldo Miguez da Escola de Música da UFRJ, um programa que inclui obras de Beethoven, Gershwin e Bernstein.

As dúvidas e outras informações poderão ser encaminhadas para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..br, ou através da secretaria do IVL/UNIRIO, através do telefone (21) 2542-3312 ou Setor Artístico da EM/UFRJ, no telefone (21) 2240-1441.

SERVIÇO
Escola de Música da UFRJ | Salão Leopoldo Miguez. Rua do Passeio, 98. Lapa - Rio de Janeiro - RJ CEP: 20.021-290 21 2240-1441. Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Instituto Villa-Lobos da UNIRIO | Sala Villa-Lobos. Av. Pasteur n. 436 - Fundos, Urca, Rio de Janeiro-RJ CEP 22290-240 (21) 2542-3326. Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Sala Cecília Meireles | Espaço Guiomar Novaes. Largo da Lapa, 47. Lapa - Rio de Janeiro. CEP 20021-180 21 2332-9223 / 2332-9224. Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. CCMJ< Antigo Palácio da Justiça. Rua Dom Manuel, 29 - Centro, Rio de Janeiro – RJ. 21 3133-3368 / 3133-3366. Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

PROGRAMAÇÂO DOS CURSOS 

Cursos oferecidos no Instituto Villa-Lobos da UNIRIO e Escola de Música da UFRJ

Oficina/curso Professor convidado Professor coordenador Período (SET) Local Sala |Horário Obs.
Piano Roberto Domingos Ingrid Barankosvky
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
1 a 6 UNIRIO Sala a definir
1/9, 15h-17h
2 a 6/9 9h-13h
Horário individual marcadao com o professor
Recital 6/9, 13h Sala Villa-Lobos
Formação vocal
Ed. Musical
Stephan Hoffmann Valéria Matos
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
2 a 6 EM/UFRJ Sala do Coro
9h-18h
Recital final a definir
Violoncelo Bernhard Lörcher Hugo Pilger
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
2 a 6 UNIRIO Sala 1-101
8h-17h
Horário individual marcado com o professor
Recital, 6/9, 19h (CCMJ)
Orientação vocal  singing instruction Holger Speck Carol MacDavit
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
9 a 13 UNIRIO 9 a 12: Sala de Canto I-203
13h-18h
13/9, 10h-13h30
Alunos que farão o recital
Recital
13/9, 15h
Sala Villa-Lobos (UNIRIO)
Co-repetição
Piano
Xiayi Yiang   9 a 14 EM/UFRJ A definir Acompanhamento aos alunos e professores
Trombone Brandt Attema João Luiz Areias
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
9 a 14 UNIRIO Sala a definir
9h-17h
Recital
13/9, 19h (CCMJ)
Oboé
Música de Câmara sopros
Petar Hristov Tiago Carneiro
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
16 a 22 EM/UFRJ Sala a definir
9h-17h
Horário individual marcadao com o professor
Recital
18/9, 19h (S. Guiomar Novaes)
Prática de Banda Sinfônica Will Sanders Marcelo Jardim
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
2, 5, 9, 12, 16, 19, 23 e 24 EM/UFRJ 2 a 16
S. Orq.: 18h-21h
19 a 24
SLM: 18h-21h
Concerto no dia 24, às 19h, no SLM
Encontro Nacional de Trompas/Música de Câmara Tiago Carneiro
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
17 a 22 Aulas, mesas, ensaios
Sala a definir
9h-18h
Concerto no dia 22, às 11h
Sala Cecília Meireles
Piano Kaya Han Giulio Draghi
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
23 a 27 EM/UFRJ Sala a definir
9h-17h
Horário individual marcadao com o professor
Percussão Isao Nakamura Rodolfo Cardoso
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
23 a 26 UNIRIO Salas de percussão
II-401, II-403, II-407
9h-17h
Horário individual marcadao com o professor

Dependendo do número de inscritos e a critério de cada professor poderá haver uma seleção dos alunos ativos e ouvintes, o que ocorrerá no primeiro dia do curso. Os alunos que se apresentarem após a realização da seleção ficarão automaticamente na categoria de ouvintes.

 

PROGRAMAÇÂO DOS RECITAIS E CONCERTOS

4 de setembro, quarta
Espaço Guiomar Novaes | Sala Cecília Meireles
19h DUO DA MATTA-FAGERLANDE
Aloysio Fagerlande, fagote
Paula da Matta, piano
MÚSICA BRASILEIRA PARA FAGOTE E PIANO 

6 de setembro, sexta
Série Música no Palácio Especial | Salão Nobre do CCMJ
19h RECITAL DE VIOLONCELOS
Alunos de violoncelo do Festival
Bernhard Lörcher, professor
Hugo Pilger, coordenador

13 de setembro, sexta
Série Música no Palácio Especial | Sala do Tribunal do Juri do CCMJ
19h RECITAL DE TROMBONES
Alunos de trombone do Festival
Brandt Attema, professor
João Luiz Areias, coordenador

17 de setembro, terça
Série Música no Palácio | Sala Multiuso do CCMJ
19h GRUPO TROMPAS DA UFRJ
Tiago Carneiro e Philip Doyle, coordenadores

18 de setembro, quarta
Espaço Guiomar Novaes | Sala Cecília Meireles
19h MÚSICA PARA QUINTETO DE SOPROS
Quinteto Experimental da Escola de Música da UFRJ
Quinteto de Sopros da OSUFRJ
Petar Hristov, professor
Tiago Carneiro, coordenador 

20 de setembro, sexta
Série Música no Palácio Especial | Salão Nobre do CCMJ 
19h GRUPO HORN BRASIL & CONVIDADOS
Alunos de trombone do Festival
Adalto Soares, Lucas Soares, Radegundis Tavares, Tiago Carneiro, convidados 

22 de setembro, domingo
Sala Cecília Meireles
11h CONCERTO DE ENCERRAMENTO ENCONTRO NACIONAL DE TROMPAS
APOTEOSE DAS TROMPAS & CAMERATA DE SOPROS
Petar Hristov, professor oboé
Isao Nakamura, professor percussão
Will Sanders, regência
SALVAGNI, Trompaphonia, para 3 quartetos de trompas.
EÖTVÖS, Thunder, para percussão solo
KAGEL, Exótica, para percussão solo
HINDEMITH, Pequena Música de Câmara, para quinteto de sopros
STRAUSS, Sonatine Nr. 1, para 16 Sopros
TCHAIKOWSKY, Segundo movimento, quinta sinfonia, para 10 trompas 

24 de setembro, terça
Salão Leopoldo Miguez | Escola de Música da UFRJ
19h Banda Sinfônica do Festival Brasil-Alemanha/Orquestra de Sopros da UFRJ
Will Sanders, regência
Adalto Soares, Tiago Carneiro, Radegundis Tavares, Philip Doyle, trompas
Kaya Han e Ena Nakamura-Han, piano
BERNSTEIN, Candide Overture
SALVAGNI, Blood in the Eyes, para 4 Trompas Solo e Banda
BEETHOVEN, Terceiro movimento do Concerto de Piano nº 5
GERSHWIN, Rhapsody in Blue
NAVARRO, Libertadores

 

PROFESSORES

 

Bernhard Lörcher, violoncelo
Natural de Freiburg, desde muito jovem atuou em orquestras juvenis por toda a Europa. Estudou em Karlsruhe com o Prof. Martin Ostertag e completou sua formação em música de câmara em Viena, com o Quarteto Alban Berg e o Trio Haydn de Viena. Participou de vários grupos camerísticos e em diversos festivais de música, com concertos em toda a Europa. Em 1994, foi vencedor do primeiro prêmio no concurso Mendelssohn, em Berlim. Desde 1999, atua como violoncelista da Filarmônica de Stuttgart, e desde 2001 como violoncelista principal, na mesma orquestra. Veio ao Brasil pela primeira em 2006, e desde então tem atuado no país como professor, palestrante e solista em vários festivais e cursos. 

Hugo Pilger, violoncelo (professor coordenador)
Doutor em música pela UNIRIO, é natural de Porto Alegre-RS. Estudou com Márcio Malard e formou-se no curso de Bacharelado da UNIRIO, na classe do professor Alceu Reis. Como solista, se apresentou à frente de inúmeras orquestras brasileiras. Realizou turnês em diversos países da Europa, América do Sul e do Norte. É primeiro violoncelo da Orquestra Petrobras Sinfônica, membro do Quarteto Radamés Gnattali e professor da classe de violoncelo da UNIRIO. Recentemente lançou o CD duplo, DVD e BluRay intitulado Presença de Villa-Lobos na Música Brasileira para Violoncelo e Piano com a pianista Lúcia Barrenechea. É autor do livro Heitor Villa-Lobos, o violoncelo e seu idiomatismo.

  Reprodução
 
 
 
 
 
 
  Alguns professores. De cm. para bx. e da esq. para dir.;Petar Hristov, Brandt Attema, Kaya Han, Bernhard Lörcher, Will Sanders, Stephan Hoffmann. Holger Speck e Isao Nakamura.
   

Roberto Domingos, piano
Brasileiro, completou seus estudos de piano com Henriqueta Duarte, na Faculdade de Música e Artes do Paraná. Com bolsas de estudo recebidas do DAAD e o CNPq, Domingos fez pós-graduação na Universidade de Música de Karlsruhe com Fany Solter e Dinorah Varsi. Estudou no  Conservatório Tchaikovsky, em Moscou, com Rudolf Kehrer. Tornou-se pianista associado na Escola de Música de Karlsruhe, em 1993, e desde 1999 ativamente na Academia. Além de seu trabalho empenhado na universidade, participa regularmente de seminários e master classes, tanto em Alemanha quanto no exterior, e tem sido um membro do júri em vários concursos de piano. Em 2007 foi nomeado professor de piano na Universidade de Música de Karlsruhe por suas realizações e seu trabalho meritório 

Ingrid Barankosvky, piano (professora coordenadora) 
A pianista Ingrid Barancoski tem ocupado posição de destaque no cenário da música contemporânea no Brasil. Seu repertório abrange todos os períodos estilísticos, com especial interesse para a música do nosso tempo. Já foi responsável pela estreia mundial de mais de 35 obras, sendo várias dedicadas a ela por renomados compositores como Almeida Prado, Ricardo Tacuchian, Roberto Victorio e Orlando Alves. Ingrid é Doutora em Música pela Universidade do Arizona (Piano / Teoria da música) e Mestre em Artes pela Eastern Illinois University. No seu Doutorado contou com bolsa da CAPES e durante o seu mestrado atuou como pianista acompanhadora de instrumentistas de corda e sopro como bolsista da universidade. Participou também de renomados festivais, como o Cliburn Piano Institute (EUA) e Centre Acanthes (França). É detentora de premiações em concursos nacionais e internacionais, entre os quais The President´s Competition (Universidade do Arizona, EUA) e IBLA Grand Prize (Ragusa-Ibla, Itália). Desde 1998 Ingrid Barancoski é docente do Instituto Villa-Lobos da UNIRIO (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro), atuando também no Programa de Pós-Graduação em Música.

Stephan Hoffmann, formação vocal e educação musical
Estudos em Ensino na Escola Básica, Canto, Educação Musical, Regência como disciplina principal, Diploma de Professor de Música. Professor de Música na Hilda-Gymnasium em Pforzheim desde 1985, Professor convidado na Escola Superior de Música de Karlsruhe. Membro da Associação Alemã dos Pedagogos de Canto. Formação ainda em “Professor de Movimentos”. O Prof Hoffmann, tem experiências múltiplas no ensino e prática da música como, por exemplo, no contexto da “Saúde do professor em Baden-Württemberg”: Palestras sobre o tema “Quando a voz não afina”, de 2006 a 2007 nos presídios de Freiburg, Stuttgart, Karlsruhe e Tübingen. Em Karlsruhe: “O que fazer se a voz não afina – se o som permanece preso na garganta?”. “Treinamento vocal como auxiliar no desenvolvimento da personalidade dos alunos”. Cursos na Escola Superior de Música de Karlsruhe: “Som da voz e estresse diário”; “Nossa voz falada – espelho de sentir-se bem e garantia de motivação dos alunos”; “A coluna dorsal: proteção do corpo e da respiração”, entre outros. O professor abordará em suas aulas assuntos de suas especialidades e se interessa por discutir a realidade do ensino da música nas escolas de música brasileiras com os participantes. 

Valéria Matos, regência (professora coordenadora)
Doutor em música pela UNIRIO, é natural de Porto Alegre-RS. Estudou com Márcio Malard e formou-se no curso de Bacharelado da UNIRIO, na classe do professor Alceu Reis. Como solista, se apresentou à frente de inúmeras orquestras brasileiras. Realizou turnês em diversos países da Europa, América do Sul e do Norte. É primeiro violoncelo da Orquestra Petrobras Sinfônica, membro do Quarteto Radamés Gnattali e professor da classe de violoncelo da UNIRIO. Recentemente lançou o CD duplo, DVD e BluRay intitulado Presença de Villa-Lobos na Música Brasileira para Violoncelo e Piano com a pianista Lúcia Barrenechea. É autor do livro Heitor Villa-Lobos, o violoncelo e seu idiomatismo.

Holger Speck, canto
Fundador e diretor artístico do Ensemble Vocal Rastatt e Les Favoritos. Desenvolveu uma sólida reputação internacional destacando-se pelo carisma e conhecimento musical. Participa regularmente de importantes festivais, se apresentando em salas de concerto como a Festspielhaus Baden-Baden, Filarmônica de Mulhouse, Handel Festival Karlsruhe, Festival Europeu de Música de Stuttgart, Schwetzingen Festival, Festival Europeu de Música da Igreja Schwabisch Gmund, e Rhein Vokal Festival. Foi ganhador de prêmios em concursos nacionais e internacionais, com o Vocal Ensemble Rastatt. Suas numerosas gravações receberam aclamação internacional. Atualmente é professor na Universidade de Música de Karlsruhe. 

Carol McDavid, canto (professora coordenadora) 
Carol McDavit é Mestre em Música pela Manhattan School of Music de Nova Iorque. Como solista das principais orquestras do pals, sob a regência dos Maestros Eleazar de Carvalho, Isaac Karabtchevsky, Roberto Duarte, Roberto Tibiriça, Silvio Barbato, Gyorgy Fisher e Kurt Redel, entre outros. Como camerista, realizou mais de trezentos recitais no país e no exterior (Washington, Nova York e Lille), com ênfase especial na música brasileira e americana. A atividade de Carol McDavit no exterior inclui papeis principais nas óperas Gianni Schicchi, Le Cid, The Telephone e Le Convenienze Teatrali de Donizetti, recitais em Nova York, Washington (Kennedy Center), Baltimore e Lille e Master Classes sobre técnica vocal e repertório de canção erudita brasileira e norte-americana no Conservatório de Lille, Universidade de Toronto e na Towson University, Baltimore. Gravou as Bachianas Brasileiras N. 5, de Villa-Lobos, no video comemorativo do centenário do compositor, e foi solista desta obra, acompanhada por 235 violoncelos, no concerto de encerramento do World Cello Congress em Baltimore, EUA. Seus CDs incluem obras sacras do Pe. Jose Mauricio, o oratório Colombo de Carlos Gomes (Prêmios Sharp e de Melhor Disco de 1998 de Música Brasileira Erudita pela Associação Paulista dos Críticos de Arte) e coletâneas de canções brasileiras em duo corn a pianista Maria Teresa Madeira (Trovas e Cantares) e corn o violonista Turíbio Santos (Amazônia é Brasil). É professora de canto e ópera no Instituto Villa Lobos da UNIRIO no Rio de Janeiro, onde desenvolve importante projeto de montagens de ópera.

Peter Hristov, oboé
Petar Hristov nasceu em 1979 em Dobrich, Bulgária. Depois de se formar na Escola Superior de Música "Dobri Hristov" em Varna, estudou na Academia de Música Estatal em Sofia na aula de oboé de Georgi Zhelyazov, na Academia de Música de Lübeck com Diethelm Jonas e na Universidade de Música Karlsruhe na aula de solista de Thomas Indermühle e na aula de música de câmara por Wolfgang Meyer. Ele recebeu inúmeros prêmios e prêmios, ia. no Concurso 60º Music "Primavera de Praga" (República Checa), o "Gillet-Fox" Oboe Concorrência da Sociedade Duplo Reed International em Ithaca / Nova York (EUA), nas competições internacionais para Oboé "Giuseppe Ferlendis" em Bergamo, "Giuseppe Tomassini" Petritoli (Itália), "Richard Lauschmann" em Mannheim, na competição de música de câmara "Gaetano Zinetti" em Verona (Itália), competição Duo sueco Internacional em Katrineholm (Suécia), "Dr. Büttner "em Karlsruhe. Em 2007 ganhou o Musikpreis Schloss Waldthausen do SWR e o Landesmusikrat Rheinland Pfalz.Como solista Petar Hristov se apresentou com a Orquestra Munich Câmara, a Baden-Baden Philharmonic, a Sinfonietta Köln, a Warner Philharmonic e jogou como um membro conjunto com o Ensemble Phoenix Basileia, a orquestra da Ópera de Frankfurt, a Orquestra Sinfonica de Navara (Espanha), Orquestra Sinfônica de Mulhouse (França), Orquestra Sinfônica do Jura (Suíça), Orquestra Sinfônica da Rádio Nacional da Bulgária, Ópera Nacional da Bulgária, Sofia. Petar Hristov foi professor na master classes para oboé em Palma de Mallorca, bem como assistente de Thomas Indermühle no Conservatório de Música de Karlsruhe. 

Brandt Attema, trombone
O trombonista baixo Brandt Attema é associado à Radio Filharmonisch Orkest desde 1999. Ele também é membro regular do Nederlands Blazers Ensemble e da Nieuw Trombone Collectief. Ele também foi substituído pelo conjunto Asko / Schoenberg e por muitas orquestras, incluindo a Orquestra Filarmônica de Roterdan. Em setembro de 1999, Brandt Attema venceu a competição internacional de trombone baixo em Guebwiller - França. Desde então, ele foi convidado como solista e professor em vários festivais de renome em todo o mundo. Desde setembro de 2007, Brandt Attema é professor de trombone baixo no Conservatório Real de Haia. Em julho de 2008, Brandt Attema estreou com sua dupla regular com a harpista Astrid Haring no World Harp Congress em Amsterdã. Como dupla, eles inspiram muitos compositores a escrever para esta combinação especial. Eles fizeram concertos no Brasil, Cingapura, Dinamarca, Suécia e Alemanha, entre outros. 

João Luiz Areias, trombone (professor coordenador)
Professor da UNIRIO, ministrou cursos nos mais importantes festivais do Brasil, e foi Presidente da Associação Brasileira de Trombonistas (2003/2007), além de atuar como membro do Board of Advisers da International Trombone Association. Criador do Festival Internacional de Trombone da UNIRIO e coordenador do Festival Brasil-Alemanha, é 1º trombone da Orquestra Petrobras Sinfônica e atua como camerista junto ao Art Metal Quinteto. Bacharel pela UFRJ e Mestre pela UNIRIO onde cursa seu Doutorado.

Will Sanders, trompa
Natural de Venlo, na Holanda. Estudou trompa em Maastricht com H.Crüts e E. Penzel. Participou da Orquestra de Jovem  na União Europeia. Atuou na Orquestra Nacional de Opera de Mannheim, na Orquestra Sinfônica de Baden/Baden, e na Orquestra Sinfônica da Rádio de Baviera. De 1992 a 1997 foi solista do Festival de Bayreuth. Colaborou com as principais orquestras alemãs dirigidas pelos mais conceituados maestros, tendo sido músico convidado da Orquestra Filarmônica de Viena. Atuou sob a direção de grandes nomes da regência como Claudio Abbado, Lorin Maazel, Georg Solti, Marins Janssons, James Levine e Daniel Baremboin, entre outros. Em 1999 começou a ministrar as disciplinas de trompa e música de câmara como professor catedrático da Escola Superior de música de  Karlsruhe. Atualmente é professor de trompa na Escola Superior de Música de Karlsruhe. 

Tiago Carneiro, trombone (professor coordenador)

Xiayi Yiang, piano correpetição

Kaya Han, piano
Kaya Han, de ascendência coreana, nasceu no Japão. Ganhou vários prêmios, ainda criança, em várias competições de piano no Japão. Estudou em Tóquio e continuou seu treinamento em Freiburg sob a orientação de Edith Picht-Axenfeld, e teve aulas com Peter Feuchtwanger, Vitaly Margulis e Bruno Leonardo Gelber. Foi ganhadora do primeiro prêmio na 44ª Competição Internacional em Genebra, dando concertos em toda a Europa, Canadá e Ásia. Em 1995, ela fundou o Duo Konflikt com o tocador de percussão Isao Nakamura. Atualmente leciona no International Ferienkursen für Neue Musik em Darmstadt e é professora na Escola Superior de Música em Karlsruhe, na Alemanha. 

Ronal Silveira, trombone (professor coordenador) 
Atual Diretor da Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, é professor de Piano. É doutor em Música pela UNIRIO na área de Teoria e Prática da Interpretação, possui mestrado em Música - Performance pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e bacharelado em Instrumento - Piano pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Pianista detentor de 17 prêmios em concursos de piano.

Isao Nakamura, percussão
Nascido em 1958 em Osaka, Isao Nakamura, 8 anos, estreou no tradicional tambor "Matsuri" no Festival Japonês. Ele estudou na Universidade de Artes de Tóquio e na Hochschule für Musik em Freiburg. Muitas turnês o levaram através da Europa e do Extremo Oriente como solistas e parceiros de música de câmara de compositores como John Cage, Heinz Holliger, Toshio Hosokawa, Mauricio Kagel, Helmut Lachenmann, Hans Ulrich Lehmann, Luigi Nono ou Karl-Heinz Stockhausen. Isao Nakamura tocou com várias orquestras e com vários maestros: Lothar Zagrozek, Rupert Huber, Steven Sloane, Jonathan Stockhammer, Kasushi Ono, Ken Takaseki, as orquestras de rádio da BR, WDR, SR, SWR, Ópera de Estugarda, Orchester National Bordeaux Aquitaine, Orquestra Sinfonica Nationale della Rai, Orquestra Filarmônica de Tóquio e Orquestra Filarmônica de Osaka, para citar alguns, bem como aparecer em muitos festivais internacionais. Além de muitas produções de rádio, sua discografia inclui um álbum de obras de Toshio Hosokawa (Tabibito, Sen VI, Die Lotus Blume - Stradivarius STR 33818) e o DVD "Ekstasis" de Dieter Schnebel (Wergo Muvi 200501). Com o pianista coreano Kaya Han, ele estabeleceu o "Duo Konflikt" em 1995. Seu mais novo CD "Duo Konflikt" (editionzeitklang ez80010) apresenta trabalhos dedicados a eles. Em 2006 estabeleceu o Isao Nakamura Percussion Ensemble e em 2010 Isao Nakamura and Friends. Muitos trabalhos foram compostos especialmente para ele por Toshio Hosokawa, Klaus Huber, Peter Eötvös, Younghi Pagh Paan, Robert HP Platz, Gerhard Staebler, Nikolaus Richter de Vroe, Thomas Lauck, Bernstein Pröve entre outros. Em 1986 foi premiado com o Kranichsteiner Musikpreis, em 1992, o Aoyama Musikpreis Spezialpreis e em 2004 o Saji Keizo Prize. Por muitos anos Isao Nakamura lecionou na Internationalen Ferienkurse für Neue Musik em Darmstadt (1994-2006), Seminário Internacional de Música Contemporânea Akiyoshidai e Festival no Japão (1991-1998) e é Professor da Hochschule für Musik em Karlsruhe desde 1992. Yamaha Artista. 

Rodolfo Cardoso, trombone (professor coordenador)
Doutor em música pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Rodolfo Cardoso atua nesta instituição como professor de percussão e música de câmara, além de desenvolver atividades de pesquisa e extensão. Professor convidado para lecionar em festivais de música tanto no Brasil quanto no exterior é integrante desde 2012 do Programa de Intercâmbio estabelecido entre a UniRio e a Universidade de Örebro – Suécia, cujo foco central é o ensino e divulgação da música popular brasileira. Formado em licenciatura em música pela Universidade de Brasília – UNB – estudou percussão com o professor Luiz D’Anunciação no Colégio Preparatório de Instrumentistas da OSB. Paralelamente sempre trabalhou na área da música popular, tendo atuado ao lado de nomes como: Antonio Adolfo, Paulo Moura, Diana Krall, Marisa Gata Manso, Cássia Eller, Zélia Duncam, Caetano Veloso, Nelson Faria, Carlos Malta, Adriano Giffoni, Yuri Popov, Fernando Moura, Ronaldo Diamante, Tomás Improta, Victor Biglione, Orquestra de Cordas Brasileira, Leila Pinheiro, Luiza Borges, Joel Nascimento, Orquestra Pixinguinha, Guinga, Lenine, Rosa Passos, Bibi Ferreira, Zizi Possi e vários outros.

Marcelo Jardim, regência (professor coordenador)
Doutor em Práticas Interpretativas pela UNIRIO, e Mestre em Práticas Interpretativas/Regência pela UFRJ, concluiu o bacharelado Regência também pela UFRJ. É professor de Regência de Banda e Prática de Orquestra da Escola de Música da UFRJ, na qual é atualmente vice-diretor, diretor artístico e diretor musical da Orquestra de Sopros da UFRJ. Atua também como professor orientador do PROMUS - Programa do Mestrado Profissional em Música da UFRJ, para o qual coordena também as Jornadas de Trabalho. É consultor artístico e coordenador pedagógico dos cursos de capacitação para regentes e instrumentistas de bandas de música, denominado Painéis FUNARTE de Bandas de Música, realizados pela Fundação Nacional de Artes, tendo sido responsável pelo Projeto de Edições de Partituras para Banda, da mesma instituição. Em 2018 atuou como diretor artístico da I Bienal Funarte de Bandas de Música, evento no qual se envolveram as principais representações das bandas do Brasil. Foi o responsável pela criação e organização do curso de regência de banda no Instituto Estadual Carlos Gomes, em Belém/PA. Também para a Fundação Carlos Gomes, atuou na direção artística do Festival Música das Américas em todas as suas cinco edições, de 2013 a 2017, e na direção artística do Festival Internacional de Música do Pará, nas edições de 2014 a 2018. Frequentemente atua em concertos non Brasil, América-Latina, Estados Unidos e Europa, como regente e palestrante convidado. Atua como professor em alguns dos mais prestigiados festivais de música da América-Latina.

 

GRUPOS ARTÍSTICOS 

 

BANDA SINFÔNICA DO FESTIVAL BRASIL-ALEMANHA / ORQUESTRA DE SOPROS DA UFRJ
Durante a semana do Festival, a Orquestra de Sopros da UFRJ recebe outros integrantes provenientes de outras partes do Brasil, e que se inscreveram e foram selecionados para o curso de Prática de Orquestra de Sopros/Banda Sinfônica. A Orquestra de Sopros da UFRJ é formada por alunos de graduação em instrumentos de sopro e de percussão da Escola de Música da UFRJ, inscritos na disciplina de Prática de Orquestra, e também com suporte para o bacharelado em Regência de Banda, oferecido pela EM/UFRJ desde 2011.  Tem por objetivo proporcionar o desenvolvimento da prática de conjunto a partir dos conceitos orquestrais, bem como difundir a literatura brasileira e internacional para a formação de banda sinfônica, orquestra de sopros e sopros orquestrais. Tem como diretor musical o maestro Marcelo Jardim, professor de regência de banda e prática de orquestra, da EM/UFRJ. 

CONJUNTO DE TROMPAS E CAMERATA DE SOPROS DO XII FESTIVAL BRASIL-ALEMANHA
Durante a semana do Festival, alunos provenientes da região e de outras partes do Brasil, que se inscreveram e foram selecionados para os cursos oferecidos, tomam parte dos concertos e recitais. O conjunto de sopros e a camera de sopros são formados por alunos de graduação em instrumentos de sopro e de percussão da Escola de Música da UFRJ, da UNIRIO e também de outras orquestras e bandas do Brasil.  Tem por objetivo proporcionar o desenvolvimento dos instrumentistas a partir dos conceitos orquestrais, bem como difundir a literatura brasileira e internacional para as formações camerísticas. Conta com a regência de Will Sanders, e tem como convidados Adauto Soares, Radegundis Tavares, Philip Doyle, entre outros trompistas de renome no Brasil, bem como o apoio de Petar Hristov, professor de oboé do Festival. 

QUINTETO EXPERIMENTAL DE SOPROS DA ESCOLA DE MÚSICA DA UFRJ
Coordenado pelo Professor Aloysio Fagerlande e Tiago Carneiro, o quinteto desenvolve um trabalho essencial para a formação acadêmico-profissional dos alunos envolvidos, com ênfase nas obras originais escritas especificamente para o conjunto de flauta, oboé, clarineta, fagote e trompa, instrumentos que constituem o quinteto de sopros clássico.

Quinteto de Sopros da OSUFRJ
Formado pelos músicos da Orquestra Sinfônica da UFRJ, o quinteto tem se apresentado em eventos no Rio de Janeiro, bem como em atuação como solista de repertório específico para quinteto e grupos sinfônicos, como recentemente se apresentou com a própria

Última modificação emSegunda, 02 Setembro 2019 13:38
voltar ao topo

Correspondência

Programa de Pós-Graduação Profissional em Música da UFRJ (PROMUS)
Escola de Música - UFRJ
Edifício Ventura Corporate Towers
Av. República do Chile, 330
21o andar, Torre Leste
Centro - Rio de Janeiro, RJ
CEP: 20.031-170

(21) 2262-8742
promus@musica.ufrj.br

Redes sociais